Message in a Bottle

Blog

A voz das marcas em tempos de crise

Publicado em: 24.03.2020

Apesar de não ser exatamente difícil de prever, a pandemia de Covid-19 veio para mudar o planeta. Bill Gates já dizia, há 5 anos anos, que o mundo não estava preparado para um desafio destes. Vivemos dias que jamais esqueceremos, uma guerra invisível, onde cada um tem a sua parcela de contribuição para juntos, vencermos o Corona.

Não há dúvidas: Venceremos. Resta saber o impacto que o vírus causará na nossa sociedade. O Covid-19 veio para mudar a forma como as nossas estruturas sociais foram pensadas, o capitalismo, a presença do Estado, as relações. E é desta forma que temos de encarar o desafio: com otimismo de quem acredita que vamos sair desta situação melhores, mais fortes e acima de tudo, mais conscientes e preparados.

Enquanto fazemos a nossa parte, mudando hábitos e relações, o #ficaemcasa domina os avisos que ecoam pelas redes sociais. Num mundo cada vez mais online, estamos presos mas sempre atentos a tudo. Uma pergunta muito recorrente nos meios de comunicação é “como as marcas devem comunicar neste período?” A resposta é muito simples e já é sabida: como sempre deveriam comunicar.

Já foi o tempo em que as marcas comunicavam com o objetivo de apenas vender. Hoje, as marcas precisam estar atentas ao seu público-alvo, saber o que eles precisam e como devem se adaptar as mais diferentes situações. Esta é uma delas. Os exemplos vêm de todos os lados. O McDonalds separou os seus famosos aros dourados no Brasil, o Ubereats oferece entregas gratuitas ao almoço, os jornais espanhóis uniram-se e todos publicaram a mesma capa. A Super Book e a Ambev anunciaram que o álcool das cervejas irá agora para a produção de álcool 70%. A Amazon liberou os e-books e a Udemy os cursos. A Control comunica a importância da proteção em casa, o PornHub libera o acesso premium na Itália e talvez isso explique a corrida desenfreada pelo papel higiénico.

A linha ténue entre oportunismo e preocupação deixa de ser tão frágil quando a marca tem um propósito. E isto é saber estar presente no momento em que o seu público mais precisa. É uma marca que se preocupa, acima de tudo, com a comunidade em que está inserida. A venda, apesar de ser uma necessidade do negócio, deve ser sempre uma consequência. Comunicar em tempos de crise é ser sincero, genuíno e fazer muito mais do que vender: estar próximo.

 

 

Escrito por:
Igor Moreira da Silva, brasileiro.
Designer licenciado pela UFRJ (2009, Rio de Janeiro)
e Mestre em branding pelo IADE (2017, Lisboa)

Designer e Estratega de Marca na Message In a Bottle