Message in a Bottle

Blog

No que as marcas se devem focar em 2021 (redes sociais)

Publicado em: 11.12.2020

 

 

Vídeo

O video é Claramente uma das grandes tendências e ao que parece veio para ficar! Em especial vídeos de curta duração. No ano de 2020 este media tornou-se o segundo tipo de conteúdo com mais interacção nas redes sociais. Um estudo da Cisco indica que em 2022 a aproximadamente 80% do conteúdo que vamos ver nas redes sociais será neste formato, e a grande mudança de fotografia para vídeo irá acontecer durante 2021.

É altura para usar e abusar dos reels do instagram e das marcas estarem mais presentes no Tiktok.

E-commerce nas Redes Sociais

Com a pandemia o e-commerce explodiu e a compra online torna-se um dos maiores métodos de consumo. O instagram e Facebook já integraram a possibilidade de ter lojas nas plataformas. O grande desafio das marcas é converter seguidores em consumidores e que o típico “scroll down” se torne, também, uma experiência de shopping.

Estas redes vão continuar a desenvolver ferramentas para encorajar o consumidor à compra de forma rápida e segura.

Humanização e Consciência Social

Em 2021 a transparência, a autenticidade e a vulnerabilidade devem ser palavras de ordem nas estratégias de marketing digital. As pessoas relacionam-se com pessoas, e as marcas são feitas de pessoas, por isso a personificação da marca ou negócio deve transparecer na comunicação.

O público das redes sociais está hiper sensibilizado para as questões sociais, em especial as camadas mais novas, como a Geração Z. Temas como a saúde mental, a igualdade, a educação e a sustentabilidade estão as ser discutidos abertamente nos diferentes canais. Assim, o consumidor procura marcas que estão alinhadas com estes temas e conscientemente descartam as que não estão.

Eventos Live

Com a pandemia os eventos virtuais tornaram-se um grande foco em 2020. Muitos dos Marketers que anteriormente apostavam em eventos e acções transferiram os mesmo para lives nas redes sociais, permitindo atingir os objectivos de maneira completamente diferente. Mais cedo ou mais tarde vamos voltar a ter eventos presenciais, contudo os eventos online são bastante económicos e conseguem atingir um grande número de pessoas, o que os torna apelativos para certos negócios.

O Linkedin fez uma grande aposta em satisfazer esta necessidade criando a funcionalidade live-stream. É esperado que no ano 2021 muitas empresas incorporem ações live na suas contas.